O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (0 Votos)

100511escola017_0Portugal - Diário Liberdade - A Polícia entrou esta manhã na Es.Col.A do Alto da Fontinha deteve sete pessoas, que se encontravam no edifício. Aconteceu na sequência do despejo que a CM do Porto mantinha abandonado.


A antiga escola primária do Alto da Fontinha, no Porto, abandonada pela autarquia, foi há precisamente um mês ocupada por um grupo de pessoas, com o intuito de devolver aquele espaço público à comunidade.

A polícia apreendeu um disco com imagens registadas esta manhã durante a operação de despejo da ES.COL.A do Alto da Fontinha, que envolveu cerca de 20 agentes. O disco pertence a um dos detidos, entretanto libertado.

No exterior do edifício, encontrava-se o director do Gabinete de Património da Câmara Municipal do Porto, que defende que o edifício da desactivada escola primária do Alto da Fontinha "é património privado da autarquia", justificando desta forma o despejo.

Na ação foram detidas as sete pessoas que se encontravam na Es.Col.A, que resistiram à ordem de despejo de forma pacífica, numa atitude de desobediência civil não violenta. Subiram para o telhado para atrasar a concretização do despejo e para permitir a mediatização da operação, na qual foram agredidas duas pessoas.

Durante a operação, a polícia apreendeu um cartão de memória com imagens acabadas de registar por um dos detidos, que foi agredido por se recusar a entregar as gravações. O disco com as imagens não foi devolvido e seguirá para o DIAP.

A decisão de resistir pacificamente à ordem de despejo foi tomada na 3ª assembleia do movimento, no dia 25 de Abril, e ontem reiterada na última assembleia.

No Centro de Mídia Independente – Portugal, são disponibilizadas imagens do despejo da manhã.

Solidariedade

A Es.Col.A recebeu, a respeito do acontecido, mostras de apoio, como este correio eletrónico, que o movimento pediu as e os apoiantes enviarem para a Cámara Municipal ao correio gabinete.municipe@cm-porto.pt:

ES.Co.LA da Fontinha PRECISA DE UM ESPAÇO!

Exm. Sr.

O Movimento Es.Col.A do Alto da Fontinha Espaço Colectivo Autogestionado decidiu restituir alguma decência a uma Escola abandonada. Restituí-la aos cidadãos, para acções de formação gratuita.

A acção da Câmara cujo uma das funções é servir os cidadãos, não poderá passar pela detenção dos voluntários deste Movimento e apropriação e abandono do espaço.

Assim pedíamos para que essa situação fosse repensada e que se devolvesse a Es.Col.A aos cidadãos e movimentos voluntários, para a puderem recuperar e usufruir promovendo a formação gratuita e voluntária.

Esta situação condicionará o normal e regular desenvolvimento das actividades que o Es.Col.A do Alto da Fontinha Espaço Colectivo Autogestionado esta e pretende oferecer à comunidade, bem como a possibilidade de desenvolvimento criativo de novos projectos.

No que se refere às actividades regulares do Es.Col.A – como por exemplo, Núcleo de Teatro e de actividades criativas dirigidas às crianças do bairro, Agricultura biológica e Permacultura e ainda uma biblioteca e uma Loja comunitária.

Desta forma retiram-nos um sonho, um direito de cidadania, ficamos sem condições, ferramentas, conforto, espaço para desenvolvermos as nossas actividades. Não ter um sítio fixo onde nos possamos organizar a todos os níveis.

A Es.Col.A está disposto a fazer melhorias neste espaço devoluto, enquanto movimento de cidadãos voluntários, sem quaisquer custos para a autarquia.

A nossa procura por um espaço se este nos for retirado vai continuar o nosso projecto em prol de uma sociedade mais sustentável e justa já vai longa, cada mês que passa fica mais difícil coordenar as nossas campanhas e os nossos voluntários sem condições físicas, por isso é urgente a nossa necessidade de obter uma resposta definitiva.

Temos direito a um espaço que é de todos, público e plural. Queremos ocupar esses espaços e dar-lhes vida, acção, crítica e reflexão!

Com os melhores cumprimentos,

Cidadão Portuense

Assembleia

Segundo informações do Centro de Mídia Independente de Portugal, a assembleia extraordinária da Es.Col.A, convocada na sequência do despejo desta manhã, está a decorrer com grande adesão dos moradores do bairro. Cerca de 50 pessoas participam no encontro que se realiza no Largo da Fontinha com o objectivo de decidir sobre o futuro deste projecto comunitário.

Acompanhamento do CMI Portugal

O CMI de Portugal está a fornecer atualizações contínuas sobre a matéria, desde a ocorrência do despejo. A Es.Col.A tem também seu próprio blog, onde estão a ser publicadas informações.

Foto: CMIP - Despejo de hoje na Es.Col.A

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Última hora

Este conteúdo foi bloqueado. Você não pode postar qualquer comentário.

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.