1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (0 Votos)

160610_guasalaaulaMoçambique - Canalmoz - Há rachas em todo o estabelecimento de ensino e no tempo chuvoso penetra água nas salas de aulas de dois blocos do edifício. Também existem fissuras, paredes sujas, casas de banho desajeitadas, vidros quebrados, falta de janelas e de carteiras, e soalho a escamar no Instituto Industrial de Maputo. O director do IIM, Alberto Eugénio Banze, diz que "a idade não perdoa", referindo-se à antiguidade do edifício.
Alberto Banze atribui ao Ministério da Educação a responsabilidade por esta situação.


Alberto Banze disse que o orçamento do IIM tem sido variável e é insuficiente para dar vazão às necessidades: "Em 2009, recebemos 1 100 000,00 meticais, e para este ano de 2010 recebemos 1 700 000,00 meticais"."Te
mos despesas fixas nomeadamente pagamentos de água, energia, telefone e praticamente, em termos de custos, gastamos 50% do orçamento", explicou.
Acrescenta que não tem existido pontualidade para a libertação dos fundos do, orçamento razão pela qual têm existido demoras para certos pagamentos de despesas.
O Instituto Industrial de Maputo tem 31 funcionários, sendo 11 pagos através de fundos internos, e 107 docentes.

Fontes de receita interna

O IIM também produz internamente receitas mensais através de espaços de aluguer como a carpintaria, centro social, cantina, e ainda receitas de obras na oficina de mecânica e serviços no laboratório de hidráulica.
Questionado sobre os valores das receitas, Alberto Banze disse que são variáveis. Em média colectam-se entre 35 000,00MT e 37 000,00MT por mês, e essas colectas aliviam as despesas do IIM.

Corpo docente

Actualmente, o IIM funciona com 107 professores distribuídos por dois turnos, diurno e nocturno. Nos últimos dois anos concluiu-se que esse número de professores não é suficiente. Por outro lado, alguns deles não têm as qualificações exigidas por norma. Para 2011, pretende-se admitir mais cinco professores qualificados.
Alberto Banze diz que 60% dos docentes são da categoria EN1, 20% da categoria EN2 e os restantes são da EN3. A maior parte dos docentes é formada na Universidade Eduardo Mondlane, no Departamento de Engenharias.
Estes docentes formados na UEM não têm formação pedagógica, enquanto os das cadeiras teóricas, formados na Universidade Pedagógica, aprenderam Pedagogia.
"O que tem valido mais é a experiência dos docentes durante o processo de leccionação. Temos tido muitas reprovações devido aos métodos pedagógicos", diz o director do IIM.
Para que os estudantes assistam aulas sem problemas de espaço, resultante da falta de salas de aulas, pratica-se um horário rotativo.


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Última hora

Última hora

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.