1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (0 Votos)

130316 trumpEstados Unidos - Vermelho - Os distúrbios ocorridos nesta sexta-feira (11) entre simpatizantes e opositores do pré-candidato à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, em Chicago, que o levaram a adiar seu comício, resultaram na prisão de cinco pessoas, enquanto dois policiais ficaram feridos, um deles ao ser atingido por uma garrafa na cabeça.


Em entrevista coletiva no fim da noite de sexta-feira (11/03), o superintendente da polícia de Chicago, John Escalante, confirmou as cinco detenções: duas delas realizadas pela polícia de Chicago e outras duas pelos agentes do campus da Universidade de Illinois, onde o comício seria realizado.

A quinta detenção foi a do jornalista do canal CBS, Sopan Deb, que foi preso por motivos ainda desconhecidos pela polícia estadual de Illinois.

Dois policiais ficaram feridos, mas sem gravidade, um deles ao ser atingido por uma garrafa na cabeça.

Trump foi obrigado a adiar o comício em Chicago e transferi-lo para outra data devido aos enfrentamentos violentos entre opositores e partidários do magnata.

As câmeras das principais emissoras do país mostraram imagens de confrontos violentos entre críticos e defensores do pré-candidato, tanto dentro do Pavilhão Chicago da Universidade de Illinois, onde aconteceria o evento, como nos arredores do recinto.

"Após um encontro com agentes da lei, Trump determinou que, pela segurança das centenas de milhares de pessoas reunidas dentro e nos arredores do pavilhão, o comício de hoje será adiado para outra data. Muito obrigado por sua presença e, por favor, saiam em paz", afirmou o comunicado da campanha do magnata.

Enquanto uma grande concentração de pessoas rodeava o pavilhão, dentro dele os manifestantes gritavam "Bernie, Bernie!", em referência ao pré-candidato democrata Bernie Sanders.

Um dos manifestantes chegou a subir no palanque no qual Trump falaria, mas logo foi rendido pelos agentes de segurança.

O senador Ted Cruz , que concorre pela vaga republicana, rotulou os incidentes de "consequência previsível" da retórica de Trump e de seus posicionamentos a respeito dos manifestantes.

Os protestos pelo comício do pré-candidato presidencial tinham sido organizados há dias por uma coalizão de ativistas, estudantes, religiosos e políticos da cidade, entre eles várias organizações latinas e afro-americanas.

A tensão foi crescendo durante os últimos dias nos comícios de Trump e em um deles na quarta-feira, na Carolina do Norte, um dos presentes socou um manifestante negro depois que este interrompeu o evento a gritos.

Foto: image courtesy of DonkeyHotey on Flickr: "This painting of Donald Trump was adapted from Creative Commons licensed images from Gage Skidmore's flickr photostream."(CC BY-SA 2.0)


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Última hora

Última hora

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.