1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (0 Votos)

140711_guaCabo Verde - A Semana - A ilha do Sal vive neste momento uma crise de água, sem data para ser ultrapassada. Há mais de um mês que a produção do líquido não chega para abastecer todas as zonas. Uma falha técnica está por trás desta ruptura duradoira da água na ilha turística.


De acordo com informações da Electra, houve um problema numa das membranas da unidade de dois mil metros cúbicos. Com esta avaria a empresa só passou a produzir 1600 metros cúbicos, o que não chega para distribuir a todas as localidades, empresas, restaurantes e unidades hoteleiras. A Electra prometeu resolver o problema uma semana depois da falha e acabar com esta crise. Mas até agora nada. O líquido tem sido distribuído por zonas de duas em duas semanas. Há bairros onde a água não tem chegado há cerca de três semanas.

O deputado do PAICV, que esteve de visita ao Sal, falou sobre esse assunto. Basilio Ramos disse que ia voltar para a capital do país preocupado com a situação que se está a viver na ilha. "É urgente que se encontre um saída. Há um problema nas membranas e é preciso repará-las. É urgente que coloquem essas membranas cá na ilha do Sal para que possamos produzir mais 400 metros cúbicos e reduzir esse défice", considerou.

O deputado do PAICV, eleito pela ilha do Sal e também presidente da Assembleia Nacional, anunciou que a aquisição de mais uma unidade de 1200 metros cúbicos. "Já está encomendada. A aquisição de membrana de 1200 metros cúbicos era para há seis meses. Isso não pode ser mais adiado. É inaceitável, até porque as membranas estão em Cabo Verde. Se não estivessem no país até se compreendia. Mas considero que resolução definitiva tem que passar pela compra de uma unidade com capacidade de produção ainda maior. É preciso de uma solução mais estruturante" disse.

Basílio Ramos considera ainda que é preciso muito mais investimento na Electra particularmente no imediato na produção e distribuição de água, mas também tem que se pensar na energia. "Embora não haja muitos problemas neste sector, para o futuro desta ilha há que fazer avultados investimentos nesta matéria e estamos disponíveis a exercer a nossa influência junto do governo para que tal possa ser feito. É preciso dizer isso com frontalidade porque a capacidade instalada na ilha não responde às necessidades reais do Sal", sublinhou.


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Última hora

Última hora

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.