1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (3 Votos)

Mídia Brasileira: Do “copia-e-cola” à total insensatez – Parte 2

Raphael Tsavkko Garcia

Clica na imagem para ver o perfil e outros textos do autor ou autora

Defenderei a casa de meu pai

Mídia Brasileira: Do “copia-e-cola” à total insensatez – Parte 2

Raphael Tsavkko Garcia - Publicado: Sábado, 25 Setembro 2010 02:00

Raphael Tsavkko

Sempre, ao longo dos artigos, os jornais brasileiros resumem o que é a ETA, de diferentes formas, mas sem que isto signifique dar um sentido diferente:


IMAGEM_1

Folha 2

No passado, o ETA --responsável por mais de 820 mortes em sua campanha de violência em 40 anos-- declarou duas tréguas, mas ambas foram posteriormente levantadas.

Folha 3

O grupo matou mais de 850 pessoas desde 1968, tipicamente usando carros-bomba e tiroteios.

JB:Folha 1,

ETA, considerado uma organização terrorista pela União Europeia (UE), é responsável pela morte de 829 pessoas em mais de 40 anos de violência pela independência de 'Euskalherria', uma "grande nação basca" formada pelo País Basco espanhol, a vizinha região de Navarra e o País Basco francês.

Estadão

O ETA busca uma região independente basca no norte da Espanha e sudoeste da França. O grupo é considerado uma organização terrorista pela União Europeia e pelos Estados Unidos. O ETA já matou mais de 825 pessoas desde o final da década de 60.

G1

Responsável por cerca de 850 mortes em quatro décadas de luta pela criação de um Estado Basco, numa região situada a norte da Espanha e sul da França, a organização vem sendo enfraquecida pela prisão de muitos de seus líderes nos últimos anos.

O que se vê é uma prática de copiar e colar e/ou de se limitar a traduzir o que vem de agências, de forma absolutamente acrítica. O jornalismo não se sabe onde foi parar.

Traduções porcas são uma constante, na verdade, em geral o que é postado sobre o assunto se limita a isto. O JB, da imagem abaixo, não mente.

IMAGEM_2

Mas a manipulação não se limita apenas a este detalhe. Está também nos títulos, nas chamadas das notícias que, em alguns casos, beiram o absurdo mais completo.

Desde um mentiroso "Cessar-fogo anunciado por grupo basco ETA é visto como "insuficiente" e "ambíguo"" da Folha até um "Partidos espanhóis não se convencem com anúncio de trégua do ETA" do O Globo, vai uma diferença gritante. Mas ambos são tendenciosos.

O primeiro mente descaradamente, levando em conta que a maioria dos partidos bascos - Ezker Abertzalea, Aralar, EA, Alternatiba, partes do PNV, notadamente Joseba Egibar, e o presidente do PSE-EE/PSOE, Jesús Eguiguren -, além de dezenas de organizações receberam com entusiasmo o anúncio da ETA; o segundo mente ao dizer "partidos espanhóis" quando, na notícia, verificamos que constam apenas PSOE e PP e toma como negativa uma declaração neutra da IU.

Os jornais desprezam tanto a opinião pública basca, quanto as dezenas de organizações envolvidas no processo. Aliás, é interessante notar que a opinião dos espanhóis costuma ter mais validade que a dos bascos quando a imprensa sai atrás de depoimentos e base...

IMAGEM_3

Mas, guardo o melhor para o final, nada pior do que a notícia dada pelo Estadão hoje, sobre a marcha convocada em Bilbao por 44 organizações nacionalistas para pedir por paz e respeito aos direitos humanos:

Manifestantes fazem passeata pró-ETA na Espanha

Sim, acreditem. Passeata pró-ETA. Esta palhaçada merecia um belo processo.

Presentes na marcha estavam parlamentares do Eusko Alkartasuna, da organização Lokarri e de diversas outras organizações que, segundo postou @elpicapiedra, pediam por:

1.derecho a la vida y a la libertad

2.presos vascos a Euskal Herria, puesta en libertad de los que han cumplido su condena y de los enfermos

3.detener de inmediato la incomunicación y la tortura

4.libertad de expresión, es decir, todas las personas, todos los proyectos, todas las opciones.

5.legalización inmediata de partidos y organizaciones ilegalizadas y consecuente desactivación de los procesamientos jurídicos y sentencias correspondientes.

IMAGEM_4

O melhor, a manifestação foi convocada inclusive por um ex-Conselheiro de Justiça do País Basco. A falta de noção e limites do jornalismo (sic) brasileiro é de doer.


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Última hora

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.