1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (0 Votos)

[Galeria de imagens] Umha maré humana enche o Obradoiro contra a política lingüística do PP

compos17_01Galiza - Diário Liberdade - Parecia difícil ir além das multitudinárias manifestaçons que se tenhem sucedido no último ano. Porém, hoje o objectivo foi atingido.


Praticamente todo o arco ideológico galego, com excepçom da direita espanhola governante, participou na mobilizaçom de hoje na capital galega, em resposta à convocatória da plataforma Queremos Galego, hegemonizada polo BNG através da Mesa pola Normalizaçom Lingüística. O resultado ultrapassou muito a capacidade mobilizadora do autonomismo, na que foi sem dúvida a maior manifestaçom da história em favor do galego.

Repórters do Diário Liberdade informárom da presença nas ruas da capital galega de muitos milhares de pessoas que, desta vez sim, enchêrom por completo a maior praça do centro de Compostela, ao pé da catedral e diante da surpresa dos turistas presentes.

Foi umha explosom de reivindicaçons com a língua como protagonista. Entre as organizaçons presentes, estivérom as da oposiçom parlamentar PSOE e BNG (com as diferentes correntes representadas), as sindicais CIG e STEG, a reformista Esquerda Unida e toda a esquerda independentista. Vírom-se faixas da FPG, de Adiante  e da AMI. Centros sociais e entidades cutlurais agrupárom-se no já habitual "bloco laranja" reintegracionista, onde também participou a corrente da esquerda independentista ligada a NÓS-Unidade Popular, com presença de jovens de Briga e Agir.

A Rede Galiza Nom se Vende, a Associaçom de Escritores em Língua Galega, a Associaçom Galega da Língua, As Redes Escarlata, Adega, a Esquerda Anticapitalista, a Fundaçom Alexandre Bóveda, a Associaçom Fuco Buxán, a Marcha Mundial das Mulheres, a Associaçom Galega de Jogo Popular e Tradicional... tentamo-lo, mas nom foi fácil recolher todas as entidades representadas, nem todas com faixa própria, aliás.

O de hoxe foi um passo mais no caminho da derrota da estratégia espanholista do PP, que hoje se mostrou perfeitamente viável, pois a resposta do povo galego é crescente.

Porém, nom chega com derrubar a política lingüística do PP. Nem sequer chega com derrubar  o seu governo: é imprescindível aplicar umha política lingüística clara que, sustentada no apoio maioritário do povo galego, faga da nossa língua a única oficial. É imprescindível luitarmos polo que deve ser o nosso principal sonho colectivo: umha Galiza em galego.

A seguir, oferecemos umha galeria de imagens para ilustrar esta marcha histórica em favor dos direitos lingüísticos colectivos do povo galego.


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Última hora

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.