1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (3 Votos)


Após sucessivas derrotas eleitorais e de se esgotaram as ações desestabilizadoras para mudar os resultados das eleições que elegeram Nicolás Maduro como presidente da Venezuela, a direita opositora venezuelana, apoiada por agentes estadunidenses, mudou sua tática a partir do 2º semestre de 2013. Repete-se o roteiro dos acontecimentos do Chile de Salvador Allende (anos 70), quando o presidente foi derrubado por um golpe de Estado - apoiado pela burguesia local e pelos EUA, após uma onda de desestabilização por parte da direita. A burguesia venezuelana impõe desde 2013, assim como já houve após o fracassado golpe de estado contra Chávez (2002-2004), uma nova guerra econômica contra o povo e o Governo bolivariano. Nesta tática há estocamento de produtos básicos em seus supermercados privados, especulação e boicote o governo bolivariano, que reage por meio de suas instituições e com apoio dos trabalhadores e do povo para salvar o sistema democrático e popular do país de Bolívar. 
 
Produção: Vive.

Tradução e legendas: Eduardo Vasco e Sturt Silva.

Fonte: TV Comunismo.


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Última hora

Última hora

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.