1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (0 Votos)

339px Eduardo Cunha em 1º de junho de 2015Brasil - Diário Liberdade - Eduardo Cunha acabou de se tornar réu na Operação Lava Jato, portanto, agora o STF pode decidir se o afasta ou não da presidência da Câmara. Mais de 100 mil pessoas já assinaram.


Foto de Jonas Pereira/Agência Senado (CC BY 2.0 ) - Eduardo Cunha

O STF pode decidir se afasta ou não Eduardo Cunha da presidência da Câmara após um pedido de afastamento feito por Rodrigo Janot. "Se nos unirmos, podemos falar mais alto do que Eduardo Cunha e defender nossa democracia contra a influência dos poderosos", explicam os e as promotoras de campanha na plataforma Avaaz. Encorajam a assinar no portal para promover a cassação do político do PMDB.

A seguir, o texto da campanha:

Caros amigos,

Contagem regressiva: o Supremo Tribunal Federal notificou Eduardo Cunha com um pedido do procurador Rodrigo Janot para afastá-lo da Câmara dos Deputados. Agora ele cai!

Segundo Janot, Cunha usa seu poder para constranger seus colegas parlamentares, réus colaboradores, advogados e agentes públicos. Ele disse ainda que Cunha utiliza a função para obstruir as investigações da Operação Lava Jato e o andamento de uma representação contra ele no Conselho de Ética da Câmara.

Felizmente, o STF já atuou em defesa dos brasileiros antes, como no caso da Ficha Limpa ou na decisão contra as doações empresariais na política. E se fizermos um apelo nacional para que os ministros do STF percebam que não se trata de jogo político, mas de um desejo legítimo dos cidadãos em acabar com a corrupção no Brasil, eles poderão nos escutar e aceitar o pedido de Janot contra Cunha.

Cunha vai usar todas as armas para que o STF não aceite julgar seu afastamento, mas se nos unirmos para chamar a atenção da imprensa para isso, nosso desejo por um Brasil limpo pode ser mais forte que a defesa dele. Assine agora:

https://secure.avaaz.org/po/stf_afastem_cunha_ja_rb/?bUIipjb&v=73504&cl=9584243856

O processo contra Cunha já é três vezes mais lento que outros processos de cassação. Isso é reflexo do clima político deteriorado que vivemos no Brasil: políticos usando acusações de corrupção como moeda de troca para enfraquecer seus rivais, ao mesmo tempo em que se recusam a lidar com escândalos envolvendo seus próprios aliados. É um empurra-empurra que não acaba mais. Nossas instituições precisam se esforçar de verdade para se livrar dos corruptos!

O STF é uma das poucas instituições do país que estão acima da política e podem examinar escândalos como este com base em fatos.

Com essa ação, as inúmeras manobras que Cunha utilizou e ainda poderia usar para retardar as investigações dentro do Conselho de Ética da Câmara de nada valerão. É a chance de mostrarmos que seus poderes de manipulação têm limite.

Agora está nas mãos dos ministros do STF decidirem se querem orgulhar os cidadãos brasileiros ou serem coniventes com as manobras do jogo político. Enquanto eles decidem o que fazer, vamos mostrá-los que os cidadãos já sabem o que é certo! Assine agora e compartilhe com todos:

https://secure.avaaz.org/po/stf_afastem_cunha_ja_rb/?bUIipjb&v=73504&cl=9584243856

Quando lutamos pela Ficha Limpa anos atrás, o sentimento que nos guiava era de que nunca mais os políticos corruptos iriam se aproveitar do poder para beneficiar a si mesmos e a seus comparsas. O momento em que vivemos nos remete à Ficha Limpa, quando sonhávamos em varrer a corrupção do país. Felizmente este sonho está se tornando realidade, mas apenas porque estamos nos unindo com coragem e determinação.

Com a esperança por um Brasil melhor,


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Última hora

Última hora

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.