1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (0 Votos)

121115 manif arPortugal - CGTP - A consumação da derrota que hoje foi infligida ao PSD e ao CDS, conclui uma etapa decisiva de um longo processo de acção e de luta dos trabalhadores e do povo português contra a política de direita - aprofundada nos últimos quatro anos pelas medidas de agravamento da exploração, do empobrecimento e de retrocesso social – e pela afirmação de um Portugal com Futuro, que tenha no centro das suas preocupações os interesses dos trabalhadores, do povo e do país.


A CGTP-IN saúda os trabalhadores e todos aqueles que travaram intensas lutas nos locais de trabalho e nas ruas de Portugal inteiro e que, dessa forma, permitiram parar muitos ataques do patronato contra os direitos dos trabalhadores, foram determinantes para conquistar aumentos salariais e defender os postos de trabalho e contribuíram decisivamente para o desgaste do Governo PSD/CDS e a erosão da sua base política, social e eleitoral, culminando com uma significativa derrota destes partidos nas eleições legislativas de 4 de Outubro.

A rejeição do programa de Governo apresentado pelo PSD/CDS na Assembleia da República, com a consequente demissão imediata, é inseparável do imenso caudal de lutas que foram realizadas e constitui uma redobrada vitória dos trabalhadores e do povo que, aspirando a uma efectiva mudança de política derrotaram, mais uma vez, as manobras do grande capital e das forças ao seu serviço, com particular destaque para o Presidente da República, na tentativa de perpetuar o PSD/CDS no Governo.

A nova relação de forças na Assembleia da República e as possibilidades que comporta, exigem dos trabalhadores e do povo português que se mantenham vigilantes e actuantes quanto a posições revanchistas e golpistas das forças retrógradas, e do próprio Presidente da República, que tem provas dadas na confrontação com as regras da democracia e na violação dos princípios constitucionais, decorrentes da sua preferência em servir os interesses do grande capital, em detrimento dos interesses dos trabalhadores, do povo e do país.

cgtp parlamentoNeste novo quadro da vida política nacional, a CGTP-IN exorta os trabalhadores a reforçarem a unidade e a sua organização nos locais de trabalho para prosseguirem a luta, condição necessária e insubstituível para a defesa dos seguintes objectivos imediatos:

· Intensificar a acção reivindicativa e a negociação colectiva, exigindo respostas para os problemas dos trabalhadores, nomeadamente quanto ao aumento dos salários, o combate à precariedade e à defesa dos direitos, a redução dos horários de trabalho e o combate à sua desregulação, a melhoria geral das condições de trabalho;

· Reclamar medidas legislativas que concretizem as aspirações dos trabalhadores quanto à mudança de política, designadamente: a revogação das normas gravosas da legislação laboral e a promoção da contratação colectiva, o que implica o fim da caducidade dos contratos colectivos; o aumento do salário mínimo nacional; a reposição integral dos salários e das pensões, bem como das 35 horas de trabalho na Administração Pública, dos feriados, férias e outros direitos roubados; a melhoria da protecção social aos desempregados e das prestações sociais aos trabalhadores e às famílias; a reversão das privatizações dos sectores e empresas fundamentais para o desenvolvimento do país e a defesa dos direitos e dos postos de trabalho; a valorização e defesa da Escola Pública, do Serviço Nacional de Saúde e da Segurança Social pública, universal e solidária;

· Exigir uma nova política para o País que, colocando os trabalhadores e o povo no centro de referência do desenvolvimento da economia, afirme os direitos, as conquistas, os valores e os ideais de Abril que a Constituição da República consagra.

Com os Trabalhadores, Lutar por um Portugal com Futuro!

Lisboa, 10 de Novembro de 2015


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Última hora

Última hora

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.