1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (0 Votos)

190911_machambaMoçambique - O País - Pelo menos mil mulheres, na sua maioria proprietárias de machambas de arroz na zona de Damas, no bairro da Munhava-Matope, na cidade da Beira, Centro de Moçambique, amotinaram-se sexta-feira última defronte do edifício do Conselho Municipal da Beira (CMB), exigindo o ressarcimento justo pela perda das suas terras ou destruição das suas culturas, em conexão com a implantação do projecto de construção do novo terminal de carvão e minerais do Porto da Beira, reporta a Agência de Informação de Moçambique.


O grupo, que permaneceu no local por pouco mais de oito horas, juntou-se naquele local pelo facto de o CMB fazer parte da comissão encarregue de efectuar o levantamento das camponesas lesadas em parceria com a empresa Caminhos de ferro de Moçambique (CFM), proprietária do projecto.

Do mesmo grupo de camponesas, algumas estão a receber 1 500 meticais (cerca de 55 dólares americanos), outras dois mil meticais e outras ainda cinco mil meticais como compensação.

Fátima Manuel Jussa, uma das proprietárias das machambas ocupadas, disse não saber o porquê desta disparidade.

"Queremos explicação sobre o porquê de alguns de nós, com mesmas dimensões de terra, receberem cinco mil meticais e outros 1 500 meticais", referiu Fátima.


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Última hora

Última hora

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.