1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (0 Votos)

310811_terrenoMoçambique - O País - "O Parlamento Juvenil entende que o problema da terra afecta directamente os jovens, na medida em que estes, para além de constituírem a maioria, são os que num futuro breve vão carregar este pesado fardo que o Governo pretende deixar"


O Parlamento Juvenil, uma organização juvenil de advocacia de direitos da juventude, emitiu um comunicado no qual condena a pretensão do governo moçambicano de concessionar 6 milhões de hectares de terra aos agricultores brasileiros de Mato Grosso.

Nesse comunicado, aquela agremiação juvenil considera que o prazo – 50 anos renováveis por mais 50 – é extenso, representando uma geração. "O Parlamento Juvenil entende que o problema da terra afecta directamente os jovens, na medida em que estes, para além de constituírem a maioria, são os que num futuro breve vão carregar este pesado fardo que o Governo pretende deixar", refere o comunicado, acrescentando que "este fenómeno cria condições suficientes para que no futuro tenha lugar a segunda epopeia de nacionalização da terra em Moçambique, para que a mesma seja de novo pertença dos moçambicanos".


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Última hora

Última hora

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.