O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar
Arquivado em: Palestina  Brasil  Paraná  Cascavel  Foz do Iguaçu  
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (1 Votos)

190911_palestBrasil - Sítio Coletivo - Um povo que há mais de seis décadas vive sob ocupação israelense e que antes disso sofreu massacres e expulsões, além de verem suas moradias e cidades destruídas ou tomadas por grupos paramilitares sionistas. Há 64 anos a criação do Estado da Palestina vem sendo postergada e o povo árabe vem sofrendo com o terrorismo e o apartheid praticado pelo Estado de Israel.


Essa busca por soberania do povo palestino terá um novo ato nesta terça-feira, dia 20, com uma manifestação mundial pelo reconhecimento do Estado Palestino. O ato acontecerá simultaneamente em 142 países e a região Oeste do Paraná também se une à causa. Moradores da cidade de Foz do Iguaçu farão uma manifestação na Praça Mitre, a partir das 17 horas.

Os organizadores do ato em Foz esperam que os simpatizantes da causa palestina se unam a comunidade árabe da fronteira e participem da manifestação, afinal, essa luta histórica já ultrapassou os limites de questão de soberania nacional para se transformar numa luta humanitária. Além de Foz do Iguaçu, as concentrações no Brasil ocorrerão com mais vigor nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul. 

A mobilização mundial antecede a abertura da Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque, na quarta-feira (21) e a defesa pela criação do Estado Palestina pelo presidente Mahmoud Abbas, na sexta-feira, dia 23. A pressão feita pelos aliados é para tentar demover os EUA que já anteciparam o veto contra o pedido da criação do estado, fragmentado em dois pedaços. Um deles dominado por Israel que desde então exemplifica o maior campo de concentração do mundo a céu aberto.

O Estado da Palestina deveria ser criado há 64 anos, junto com a criação do Estado de Israel pela ONU, porém até hoje, os palestinos são impedidos de ter uma nação livre e soberana. Os organizadores do ato afirmam que o reconhecimento do Estado Palestino é correção de uma injustiça histórica. Abaixo alguns pedidos do povo palestino. 

* a existência e reconhecimento do Estado da Palestina é um ato de justiça negado por mais de seis décadas;

* a Humanidade exige respeito ao direito do povo palestino a uma vida digna e soberana;

* os palestinos exigem a retirada das tropas de ocupação de todos os territórios palestinos e o fim dos crimes e agressões coloniais de Israel contra a Palestina;

* pelo fim dos assentamentos judaicos ilegais em terras dos palestinos;

* pela Libertação Já de todos os 10 mil presos políticos palestinos nas masmorras israelenses;

* pelo fim do Muro do Apartheid construído por Israel em terras assaltadas aos palestinos;

* pelo Estado da Palestina Já e agora aprovado pela ONU;

* os palestinos defendem a Paz Justa entre Israel e Palestina Já e agora;

* pelo fim da intervenção imperial norte-americana – beligerante e criminosa – na região.

Recente reportagem do jornal Brasil de Fato expôs denúncia que o governo israelense vem utilizando armas experimentais nos ataques à Faixa de Gaza, com metais tóxicos e cancerígenos, que alem de provocarem mutilações e queimaduras, são capazes de produzir mutações genéticas. A matéria pode ser vista neste link 

Mais informações sobre esse conflito histórico no post Nakba: a Intifada midiática prossegue 


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Este conteúdo foi bloqueado. Você não pode postar qualquer comentário.

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: diarioliberdade [arroba] gmail.com

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.