O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (0 Votos)
Arquivado em: Colômbia  

250412 marchaColômbia - Marcha Patriótica - [Tradução do Diário Liberdade]"As delegações de todo o país regressarão esta noite a suas regiões para difundir a nova proclama política do movimento, para alimentar nossa plataforma de luta e construir o movimento social e popular mais importante do povo colombiano".


Com a bem sucedida conclusão do evento de lançamento do Movimento Social e Político Marcha Patriótica na praça de Bolivar e após ter realizado longas jornadas de trabalho e discussão, foram eleitos os delegados por região do Conselho Patriótico Nacional e Junta Patriótica Nacional, que terão desde agora a titânica tarefa de construir e fortalecer nas regiões o novo processo organizativo.

A jornada de mobilização realizada hoje em Bogotá contou com a participação de mais de 80 mil pessoas que se deslocaram de múltiplas regiões do país e que alegraram o percurso com cartazes e mostras culturais das regiões, e demonstrando que, na Colômbia, existe uma clara necessidade e possibilidade de transformação.

Na marcha, que culminou com um evento político cultural, foi lida a declaração política surgida dos encontros e discussões dos dias anteriores, que também esteve acompanhada da apresentação de artistas que fazem parte deste novo movimento social e político, no qual se congregaram convidados internacionais e amigos de diferentes países do mundo. Entre os artistas que chegaram desde bem cedo à manhã à praça, se contam as 1.280 Almas, Piero, Yuri Buenaventura, Pornomotora e Kop, entre outros.

Hoje, com a frente em alto e em uma demonstração de respeito, cultura e sobretudo muita força, os delegados que chegaram a Bogotá durante estes dias empreendem seu regresso às cidades e municípios de origem, sabendo que este novo processo de organização social e movimento político se fortalece demonstrando ao governo colombiano que as comunidades camponesas, afrodescendentes, indígenas, estudantes e a comunidade em geral dizem à Colômbia que a procura da paz e a saída negociada ao conflito armado é uma prioridade. Também demonstraram ao Estado e a polícia que a hostilidade e os comentários mal-intencionados não são a alternativa para calar os milhares de vozes que pensamos diferente e que, apesar da estigmatização, continuamos achando que uma nova Colômbia é possível.


Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Microdoaçom de 3 euro:

Doaçom de valor livre:

Este conteúdo foi bloqueado. Você não pode postar qualquer comentário.

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: diarioliberdade [arroba] gmail.com

Desenhado por Eledian Technology

Aviso

Bem-vind@ ao Diário Liberdade!

Para poder votar os comentários, é necessário ter registro próprio no Diário Liberdade ou logar-se.

Clique em uma das opções abaixo.